Você sabia que com apenas algumas mudanças de hábito e pequenas reformas pode-se alcançar boas economias na conta de energia no final do mês?

Aproveitamento de maneira eficiente a iluminação natural; escolha de maneira inteligente o horário de utilização de aparelhos elétricos; pesquisar materiais e dispositivos mais modernos e econômicos são bons exemplos de passos e procedimentos existentes em um projeto de gestão energética.

O projeto de eficiência energética se inicia com uma análise detalhada dos sistemas consumidores de energia da unidade onde a gestão é necessária. Esses sistemas variam se estamos analisando uma residência ou uma planta fabril. Este projeto define as ações a serem tomadas em determinada operação, visando uma redução de custos com insumos energéticos e hídricos, apresentando um leque de sugestões de viabilidade técnico-econômica de implantação, incluindo as especificações técnicas, os custos do projeto, equipamentos, materiais, serviços e as implantações necessárias, além do gerenciamento e a gestão do projeto após o término das intervenções.

Etapas do projeto:

  • Contratação da MOLT para a análise energética
  • Pré-diagnostico Energético e Hídrico e Viabilidade Técnico-econômica
  • Diagnostico detalhado: Energético e Hídrico
  • Viabilidade Econômica
  • Negociação do Contrato
  • Implantação das ações
  • Medição e verificação dos resultados